Texto: Marco Borba
Imagens: Marcelo Deck

 

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou na quarta-feira, 12/2, durante do lançamento do Programa  Acolher Osasco, no auditório do Fundo Social de Solidariedade, o aumento de R$ 300 para R$ 400 no valor do Bolsa Aluguel e o lançamento de um programa de indenização das famílias que tiveram de deixar suas casas em razão das fortes chuvas que atingiram a cidade no início desta semana.

A Prefeitura também lançou um site (acolher.osasco.sp.gov.br) onde é possível obter mais informações sobre o funcionamento do programa e como as pessoas atingidas pelas chuvas devem proceder para serem assistidas. 

Conforme explicou o chefe do Executivo, o aumento no valor do Bolsa Aluguel beneficiará não apenas as famílias afetadas pelas chuvas, mas também todas as que já se encontram cadastradas no programa e que, portanto, recebem o auxílio.

Os dois projetos de lei prevendo as medidas serão enviados à Câmara Municipal ainda esta semana, segundo o prefeito.

“Vamos aumentar de R$ 300 para R$ 400 (aumento de 33.5% no Bolsa Aluguel) e equiparar ao valor pago pela capital mais rica do país, São Paulo. A legislação até permite a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em casos como esses, mas com validade somente a partir do exercício seguinte. O drama dessas famílias está acontecendo agora, não dá para esperar para o ano que vem. Por isso adotamos essas medidas”, disse Rogério Lins.

Ainda de acordo com o prefeito, para terem direito à indenização, as famílias atingidas pela chuva terão de procurar a Secretaria de Assuntos Jurídicos (situada no Paço Municipal, na avenida Lázaro de Mello Brandão, 300), preencher os formulários pleiteando a indenização e apresentar comprovantes dos prejuízos.

O Programa Acolher foi criado justamente para atender as famílias que ficaram desabrigadas/desalojadas. Além do prefeito e da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, também participaram do lançamento do programa empresários dos mais diversos ramos de atividade do município, que prontamente  atenderam ao convite e fizeram as doações.

Já foram arrecadados 319 eletrodomésticos (fogões e geladeiras), 12 toneladas de alimentos e material de higiene e limpeza. Ao todo serão beneficiadas 4.325 pessoas.

Representantes da sociedade civil também doaram roupas e alimentos. “Fiquei muito sensibilizada porque tivemos pouco tempo para fazer essa mobilização. Ficamos orgulhosos em notar que muitos atenderam ao nosso chamado. Isso mostra que nossa cidade é muito solidária”, disse Aline Lins.